quinta-feira, 20 de outubro de 2011

1984 ou 2011?



A última sexta feira 14 de outubro de 2011 nos põe a duvidar acerca da validade do calendário e até mesmo da própria realidade da comunicação neste dito Estado Democrático.
Em mais um de seus ataques á radiodifusão comunitária, o Governo Dilma nos mostra sua verdadeira face traiçoeira, que se elegeu com a confiança dos trabalhadores, mas que faz questão de lhes tirar a voz. Em um ato que nos faz lembrar a Novilingua do livro 1984.
Permitir que o povo se comunique cada vez menos, para que os governos possam comandar cada vez mais.
A normativa publicada afirma acerca de apoio cultural

3.1.Apoio cultural - É a forma de patrocínio limitada à divulgação de mensagens institucionais para pagamento dos custos relativos à transmissão da programação ou de um programa específico,
em que não podem ser propagados bens, produtos, preços, condições
de pagamento, ofertas, vantagens e serviços que, por si só, promovam
a pessoa jurídica patrocinadora

O óbvio ululante; toda rádio comunitária tem gastos de manutenção, o que então era suprido com os apoiadores culturais.
Porém com esta nova normativa, com o que irão se manter as rádios? Um golpe traiçoeiro do governo, não fecha as rádios diretamente, mas as faz minguar de fome.
Um governo que curiosamente (a bem da verdade não tão curiosamente) não veicula propaganda institucional em rádios comunitárias. Todo tipo de campanha governamental é veiculado única e exclusivamente nos grandes meios de comunicação. São milhões de reais que são destinados a meia dúzia (não sei se chega a tanto) de grupos de comunicação.
Dinheiro que serve para alimentar um modo de comunicação que não comunica, mas aliena.
Debates, artigos de opinião, exaustivas reportagens sobre o antes, o durante e o depois do fato bombardeiam nossas mentes com palavras, ideias e imagens que já ouvimos centenas de vezes e que pouco ajudam a compreender os fatos. A missão da comunicação é engolida pelo sensacionalismo. Isso ajuda a manter o povo distraído, calmo, calado.

Atitudes de um governo que cospe no povo que o elegeu. Situação tragicômica onde o povo não pode se comunicar e filhos de governantes assistem TV a cabo....

Nenhum comentário: