segunda-feira, 12 de abril de 2010

Diagnóstico:



Insanidade. Duvida? Então é melhor pensar bem na sua vida.

Por que se você não está louco para comprar aquele carro novo que na propaganda anuncia a felicidade eterna, sua pessoa só pode ter perdido a razão.

Não tem um desejo incontrolável de ir à festa que irá inaugurar, onde estará presente toda a nata da sociedade? Caso grave o seu...

Flagro-me pensando em como a felicidade passou a ser um bem de consumo coletivo. É preciso não apenas ter, mas mostrar á todos o que se tem. Consome-se para si e para os outros ao mesmo tempo.

Dou-me conta de que não faço parte deste mundo. Pelo menos não deste onde as únicas leis vigentes de convivência afirmam que é preciso ter e compulsoriamente mostrar para ser reconhecido como alguém.

O prazer de estar com as pessoas que nos fazem bem passa a ser pouco ou nada valorizado nesse mundinho fétido de aparências. Somos casca. Invólucro. Nada mais que isso perante os outros.

Consumir para mostrar, o que é mostrado deve ser consumido. Um universo onde a felicidade se esconde na tarja magnética de um cartão de crédito de material plástico.

Não acha isso maravilhoso? Você não é desse planeta.....ou está louco também...

Nenhum comentário: